NOTÍCIAS  
Oportunidades: crise não desaquece contratações temporárias para a Páscoa

Tue Jan 20 14:26:12 BRST 2009

Mesmo com a crise financeira global, que tem feito muitas empresas cancelarem processos seletivos e demitirem, quem pretende trabalhar temporariamente na Páscoa vai contar com oportunidades.

O cenário internacional não desanimou os empresários da indústria de chocolates, que devem contratar nada menos do que 25 mil funcionários temporários, de acordo com a Abicab (Associação Brasileira de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados).

O número é praticamente igual ao registrado em 2008 e, segundo a associação, esses profissionais podem ser efetivados ou aproveitados para substituir férias de funcionários do quadro, segundo a Agência Sebrae.

Oportunidades

Pequenas, médias e grandes empresas estão contratando 7,5 mil funcionários para reforço da linha de produção. Outros 17,5 mil serão requisitados para as áreas comerciais, divididos entre promotores de vendas e motoristas.

De acordo com o presidente da Abicab, Getúlio Ursulino Netto, a crise não provocou impactos no setor por diversos motivos. "Trabalhamos com produtos de uso continuado. Além disso, contamos com 600 mil pontos de vendas. O preço das matérias-primas não teve aumento relevante. Também já estamos com todas as encomendas fechadas", afirmou.

Cuidados!

Antes de aderir ao trabalho temporário, contenha a empolgação e analise seus direitos:
  • Remuneração equivalente a de funcionários com a mesma função;
  • Jornada de trabalho de oito horas diárias; exceto se houver diferenciações previstas em lei;
  • Folga semanal remunerada;
  • Pagamento de hora extra, limitada a duas horas diárias;
  • Vale-transporte;
  • Contribuições ao FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) por parte da empresa;
  • Inscrição na Previdência Social e contribuições como segurado obrigatório;
  • Contagem de tempo de contribuição para a aposentadoria.




Voltar